Relatório de Sustentabilidade – Março 2022

Nosso relatório de sustentabilidade de março ficou eco especial!

Contamos um pouco sobre a ação social que a Onda Eco participou, sobre a atualização do nosso kit Oceano (agora ele reúne todos os nossos queridinhos em um único Kit) e sobre como o nosso movimento de Onda Lovers está crescendo cada vez maior no Instagram ! Obrigada por entrarem na Onda com a gente!

Paraquedista lança mais de 100 milhões de sementes nativas na Amazônia.

Paraquedista Salta Com Mais De 100 Milhões De Sementes Na Amazônia -  Memeiros - Notícias, Fofocas e Famosos

“O paraquedista Luigi Cani, conhecido internacionalmente por ser 11 vezes recordista mundial, realizou mais um feito na carreira ao lançar mais de 100 milhões de sementes, de 27 espécies de árvores nativas, em área remota desmatada na Amazônia.

100 milhões de sementes, de 27 espécies de árvores nativas, todas beneficiadas e com índice germinativo superior a 95%. Quando liberadas estrategicamente pelo ar, essas sementes pousarão precisamente em uma região desmatada no coração da Amazônia. A partir daí, elas não mais precisarão de intervenções humanas, os ventos de camada, os ventos de solo, a chuva e o sol completam a missão”, comentou o paraquedista em uma publicação no Instagram.

Segundo Cani, foram 12 dias intensos e consecutivos de trabalho para realizar a missão. O projeto, que surgiu com o propósito de ajudar na restauração e preservação do meio ambiente, conseguiu coletar o total de 106 milhões de sementes para serem semeadas, pelo ar, na região amazônica. “O que vivemos durante esses 12 dias foi um aprendizado e uma experiência para dividir e inspirar gerações”, relatou Luigi Cani.

O salto foi transmitido no domingo, 27, no quadro “Cani nas Alturas“, do programa “Domingão“. Para realizar o feito, Luigi Cani teve que alcançar e abrir, em queda livre, uma caixa biodegradável contendo 300 quilos de sementes.

Primeiro, no entanto, o paraquedista realizou dois saltos-teste com o compartimento contendo arroz, que deram errado. O lançamento obteve êxito somente no terceiro pulo e as sementes foram despejadas do ar numa velocidade de aproximadamente 170 km/h.

Milhões de sementes nativas liberadas precisamente a 6.500 pés sobre uma região saudável para que os ventos de camada e de solo façam a semeadura com precisão de 2,5 quilômetros ao Norte dessa foto aonde está o desmatamento”, escreveu o paraquedista no Instagram.”

Ver artigo completo em: https://cultura.uol.com.br/cenarium/2022/03/30/190476_paraquedista-luigi-cani-lanca-mais-de-100-milhoes-de-sementes-nativas-na-amazonia.html

Onda Eco participa da ação Dia de Rainha em Curitiba.

Vem saber mais sobre esse projeto que tocou o coração e transformou o dia de centenas de mulheres.

A Onda Eco participou do evento Dia de Rainha em Curitiba, onde foi realizada a entrega de mais de 200 unidades do in.box (sabonete vegano e hipoalergênico), para mulheres em situação de vulnerabilidade.

Um projeto muito especial, que ocorreu em 13/03, das 9h às 15h, na região central da capital.

Uma ação de celebração do Dia da Mulher (08/03) para pessoas em situação de rua, com o objetivo de proporcionar a essas mulheres um dia de partilha, fortalecimento e elevação de autoestima.

O projeto contou com a oferta de vários serviços de higiene pessoal, beleza e cultura para as mulheres atendidas.

Tudo foi feito com a ajuda de voluntários e doações. Trabalharam exclusivamente com doações tanto de mão-de-obra voluntária quanto dos materiais que utilizaram. Então, cada item que chegou através de doação, fez toda a diferença.

Turismo pós-pandemia: “Roteiros veganos, petfriendly e sustentáveis são o futuro” diz especialista.

Viagens: "[O destino] tem que receber com excelência, não basta apenas tolerar os animais", diz Andrea. — Foto: Westend61/GettyImages

Para a viajante profissional Andrea Miramontes, do Lado B Viagem, “gastronomia é muito mais ampla do que só um animal no prato”, animais são como “filhos” e roteiros verdes são tendência.

À medida que o mundo vai, aos poucos, abandonando as máscaras e retomando uma certa normalidade, quem não sente vontade de fazer as malas e viajar sem se preocupar com o perigo invisível? Mas, se o mundo já não é o mais mesmo, o perfil de turistas também não. Para a “viajante profissional” Andrea Miramontes, novos hábitos à mesa e relações mais conscientes com os animais e o meio ambiente prometem desafiar o setor. “Roteiros veganos, petfriendly e sustentáveis são o futuro”, diz a especialista por trás do portal Lado B Viagem.

Ela fala com a bagagem de quem já rodou o mundo (e passou muito aperto) como jornalista atrás de boas histórias e que, nos últimos 9 anos, resolveu empreender, criando uma plataforma inédita para reunir roteiros veganos, petfriendly e sustentáveis. “Hoje, você pode perder um turista se tratar mal o cachorrinho dele ou se tirar um sarro porque ele é vegano ou vegetariano. E também pode perdê-lo se não tiver compromisso com a sustentabilidade”, garante.

Só no Brasil, o turismo acumulou perdas de mais de R$ 474 bilhões em dois anos de pandemia. Quem apostar em recepções e experiências que respeitem as pessoas, o ambiente e os animais sairá na frente nessa retomada, segundo ela. “O Brasil é um dos países que está despontando na comida vegana e na criatividade. Tenho me surpreendido muito com os restaurantes onde tenho ido, eu acho que estamos num caminho bom”, conta Andrea ao podcast Vida Sem Carne.

Para quem curte um turismo gastrônomico clássico, se informar sobre as ofertas de bares e restaurantes com opções de menu sem carne ou outros derivados de animais é regra de ouro. “Felizmente, muitos restaurantes e hoteis hoje estão se adaptando para essas novas demandas”, comemora Andrea, destacando que a gastronomia de um lugar vai muito além dos animais.

“São os temperos locais. São as frutas e vegetais. Você não perde experiência gastronômica, você transforma a sua experiência gastronômica ao tirar os animais do prato. Assim como a experiência cultural…ela vai além da comida, envolve dança, música, língua, o contato com as pessoas do local. A cultura é muito mais ampla do que só a gastronomia e a gastronomia é muito mais ampla do que só um animal no prato”, define.

Ver artigo completo em: https://umsoplaneta.globo.com/google/amp/podcast/noticia/2022/03/14/turismo-pos-pandemia-roteiros-veganos-petfriendly-e-sustentaveis-sao-o-futuro-diz-especialista.ghtml

Relatório de Sustentabilidade – Fevereiro

O relatório de sustentabilidade de fevereiro está muito especial. Nele contamos um pouco sobre nosso movimento de informar para conscientizar e a repaginada que foi feita nas mídias da Onda. Também contamos um pouco do clube Sou Onda e do item que os clientes receberam nesse mês. Em fevereiro deu Onda nas farmácias: estamos chegando em mais um ponto de vendas e nos tornando um movimento ainda maior!!!

Clique e confira o relatório completo:

Impactos da Expo Dubai para sustentabilidade mundial.

Pavilhão da Sustentabilidade engloba inovações tecnológicas para melhorar interação com o meio ambiente

O pavilhão de sustentabilidade recebeu, neste fim de semana, o seu milionésimo visitante. Um milhão de pessoas passaram por ali. E comemoraram este fato com um pacto muito grande nos hábitos de vida de muitas pessoas. O pavilhão demonstra os danos causados ao planeta e as maneiras pelas quais todos nós podemos fazer diferença, antes que seja tarde demais.

A mensagem está atingindo a intenção proposta, porque as pessoas fazem jogos, respondem perguntas, preenchem questionários virtualmente e 95% dos visitantes estão fazendo promessas de mudanças positivas. Promessas que vão desde ficar um dia sem comer carne até trocar o uso do carro por transporte público.

O milionésimo visitante foi um morador de Dubai mesmo. Ele foi visitar a feira com toda a família e um amigo. Eles foram agraciados com uma cesta de presentes, incluindo uma refeição no restaurante Mudra, que fica no terraço do pavilhão.

Todos os visitantes do dia receberam sementes de ghaf, a árvore nacional dos Emirados Árabes e, também, é um símbolo de tolerância.

O Dia Mundial de Vida Selvagem, que será na quinta-feira, 3, vai ser comemorado destacando as histórias de sucesso dos participantes dos Emirados Árabes Unidos para aumentar o nível de conscientização das pessoas sobre a importância que tem cada decisão que nós tomamos a favor do planeta.

Ver artigo completo em: https://gmconline.com.br/noticias/geral/expo-dubai/silvio-barros-expo-dubai-sustentabilidade/

Cientistas encontram microplásticos em recém-nascidos.

Como o bebê respira dentro do útero? - Diário de Biologia

“Um estudo na Universidade Norueguesa de Ciência e Tecnologia descobriu fragmentos de microplásticos dentro da placenta humana e até mesmo em crianças recém-nascidas. Segundo os pesquisadores, é praticamente impossível impedir a ingestão deste material antes mesmo do nascimento.

Isso pode representar um risco enorme para as crianças, maior, inclusive, do que o perigo a que os adultos estão expostos. “É bem possível que as crianças estejam mais expostas aos microplásticos do que os adultos”, disse o neurocientista e autor principal do estudo, Kam Sripada.

O estudo ressalta a prevalência desses fragmentos no mundo e seus possíveis danos ao meio ambiente e à saúde humana. Porém, ainda faltam pesquisas que mostrem os efeitos dos microplásticos quando se trata da saúde de crianças, já que seu sistema imunológico ainda não está completamente desenvolvido.

Agora, Sripada e sua equipe pretendem usar suas descobertas para orientar médicos, cientistas e pais sobre qual a melhor forma de limitar a exposição dos pequenos a esses fragmentos de plástico. Contudo, diminuir essa exposição a zero é algo que está fora da realidade.

Porém, isso não quer dizer que não haja nada a ser feito para diminuir o tamanho do problema. Segundo a equipe, os pais podem limitar a quantidade de alimentos que os filhos ingerem que entram em contato com plástico em algum momento de sua cadeia produtiva. Porém, esse problema pode ser tornar um pouco menor com o uso de água e sabão.”

Ver artigo completo em: https://olhardigital.com.br/2022/02/11/medicina-e-saude/cientistas-encontram-microplasticos-em-recem-nascidos/

4 formas de colaborar com o fim da poluição nos oceanos.

“1. Evite materiais descartáveis sempre que possível

O descarte incorreto de resíduos e embalagens acaba prejudicando a vida marinha — 80% dos materiais encontrados nos oceanos são provenientes dos plásticos, sobretudo sacolas e garrafas, segundo estudo publicado na revista científica Nature Sustainability.

Para reduzir o uso desse material é interessante optar por garrafas de água, canecas e copos reutilizáveis. Também é válido armazenar alimentos em recipientes que podem ser reaproveitados e têm maior durabilidade, diminuir o uso do filme plástico, e substituir a sacola de plástico por algumas de pano ou de material reutilizável.

2. Busque o descarte adequado para os materiais descartáveis

Infelizmente não existe uma fórmula mágica capaz de resolver o problema do lixo nos oceanos de um dia para o outro. É um trabalho conjunto, com ações diárias e muita persistência.

Caso não seja possível evitar o uso de materiais descartáveis, como o plástico, jamais jogue na rua, praias, rios ou córregos. Atualmente, várias cidades possuem lixeiras de coleta seletiva nas ruas, estações de trem e metrô.

Em casa, é possível separá-los dos materiais orgânicos, tirar o excesso de alimentos ou bebidas e levar para as cooperativas de reciclagem da sua cidade. Algumas prefeituras também têm sistemas de coleta e reciclagem, informe-se sobre o manejo de resíduos no seu município.

3. Conscientize e mobilize sua rede de contatos

A conscientização e a mobilização do maior número de pessoas, empresas e agentes públicos são o caminho para mudança. Leia, se informe e mantenha-se atualizado sobre os perigos associados à poluição dos oceanos e as soluções para acabar com ela. Assim, é possível dialogar, chamar atenção para um problema que é de todos, conscientizar e, juntos, conservar a biodiversidade marinha.

4. Consuma de marcas comprometidas com a proteção da vida marinha

O avanço tecnológico permite que as empresas reduzam a quantidade de plástico das embalagens e utilizem materiais recicláveis. Na hora de consumir, procure marcas que sejam sustentáveis e estejam comprometidas com a proteção da biodiversidade marinha.”

A Onda Eco é cuidado com você e com o planeta. Nossas embalagens são feitas de plásticos retirados do litoral e do oceano. Usando produtos Onda você colabora com o fim da poluição nos oceanos!

Artigo completo: https://umsoplaneta.globo.com/patrocinado/natura/noticia/2022/01/13/4-formas-de-colaborar-com-o-fim-da-poluicao-nos-oceanos.ghtml

Greenwashing: o que é, como identificar, exemplos e mais!

Greenwashing: conheça a prática nem um pouco amiga do meio ambiente -  Festival da Sustentabilidade

Lavagem verde — essa é a tradução literal do termo em inglês greenwashing, que se refere a ações que parecem amigáveis ao meio ambiente, mas na verdade apenas vestem essa roupagem de sustentáveis.

O que é greenwashing na prática? “Greenwashing é quando uma empresa diz que é ambientalmente correta ou ecologicamente responsável por meio de um produto ou projeto, mas é mentira. Ou ainda não existem provas ou auditorias para tal afirmação”, explica Marcus Nakagawa, professor da ESPM e especialista em sustentabilidade.

Nakagawa lembra que, assim como acontece com empresas, é fundamental que haja transparência na esfera pública. “Os planos, metas e atividades precisam ser comprovados, auditados e monitorados por organizações e sociedade civil. Os governos são representações da sociedade e têm um poder muito grande de decidir o futuro dos países e do planeta e o quanto interferimos nos ecossistemas e nos seus fluxos”, explica. Para empresas, a tendência sobre sustentabilidade se mostra promissora.

Uma pesquisa feita pela Aberje (Associação Brasileira de Comunicação Empresarial) com grandes empresas do Estado de São Paulo revelou que em 95% das agendas das organizações ouvidas o tema ESG [Governança ambiental, social e corporativa] é uma prioridade.

Para o especialista, não há mais como fugir do tema da sustentabilidade. “O debate com base em ciência faz parte da nossa jornada civilizatória. E a busca pela melhor qualidade de vida para todos os seres é urgente, sem deixar ninguém para trás”, diz.

Ver artigo completo em: https://www.uol.com.br/ecoa/ultimas-noticias/2021/12/04/o-que-e-greenwashing.htm

FECHAR

Frete grátis para compras acima de

R$ 199,90
para os estados RS, SC, PR

R$ 249,90
para os estados SP, RJ, ES, MG

R$ 299,90
para os estados GO, MT, MS, DF

R$ 349,90
para os estados AC, AM, AP, AL, BA, CE, MA, PA, PB, PE, PI, RN, RO, RR, SE, TO

Categorias de produto

Comprar
Converse com a gente no WhatsApp